Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

com a cabeça entre as orelhas

com a cabeça entre as orelhas

20
Ago22

Há beleza no colapso.

CEEDC96B-B6E4-465C-A27C-80662679B3A2.jpeg

 

Há beleza no colapso. A destruição tem outra cor quando, no meio do desmoronar da vida, surge um sorriso sincero, de uma outra circunstância desconhecida.

Há beleza na humanidade. Em saber que tudo segue igual, ainda que o mundo de uns cesse de existir como até então. Em saber que tudo segue igual, à distância de outras estrelas.

Há beleza no colapso. Porque a destruição de um não implica a destruição do todo. Esse é mais forte. Uno.

09
Ago22

O azul que te leva tem a velocidade dos ventos do deserto…

B33AF37B-9DCF-4362-849E-57FFC7F797F7.jpeg

 

O azul que te leva tem a velocidade dos ventos do deserto que deixa para trás. 

Despojado. Como se nada, jamais, o tivesse habitado. Grãos de areia caídos entre os dedos, como a vida ao entardecer. 

Árido. Como se ninguém, jamais, tivesse bebido do seu oásis esquecido. 

O azul que te leva tem a força do que teima em resistir. 

Mas nada estremece; nada cala; nada sente. Nunca nada mais perto.

05
Ago22

Revisited

B3AF611A-4A60-4B85-A13B-4B133A1050B5.jpeg

Revisited 

 

Outra noite de olhos abertos.

Oiço os passos arrastados da saudade.

Sem grande espera o passado chega de assalto, impregnando o ar com a sua podridão... e tudo o que existe é... nada.

A música preenche o vazio em tonalidades menores.

Se ao menos pudesse... voltar atrás, correr à frente... antecipar a dor e a perda.

Amanhã. Amanhã torno a sentir.

I’m somewhere in between what is real and just a dream...

26
Jun21

Foi assim que me despi do pensamento mágico.

2AD6028A-20AA-43C7-A57F-3145181A7781.jpeg

 

Foi assim que me despi do pensamento mágico. Joelhos junto ao peito, pernas cruzadas, mãos dadas entre si. Aninhei-me o melhor que pude, recortada de encontro ao vazio que deixaste no colchão.

Foi assim, coberta de lágrimas, que esperei a tranquilidade da noite que não chegou.

Foi assim até que o silêncio engoliu as dúvidas e a manhã despertou na certeza da solidão.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D