Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

com a cabeça entre as orelhas

com a cabeça entre as orelhas

24
Mar20

Entre uma voz conhecida e uma serena...

1DE41BFE-813E-4D17-AB27-6BDAE0D7C5DF.jpeg

 

Entre uma voz conhecida e uma serena, reencontrei a minha.

Andei perdida até decidir refazer os passos da minha calma e voltar ao Estoicismo. Saber a diferença entre o que se pode ou não controlar. 

  • Meditação
  • Filosofia
  • Gratidão

As previsões catastróficas deixo-as de parte. Não controlo o resultado. Controlo ficar em casa.

 

"I may wish to be free from torture, but if the time comes for me to endure it, I'll wish to bear it courageously with bravery and honor. Wouldn't I prefer not to fall into war? But if war does befall me, I'll wish to carry nobly the wounds, starvation, and other necessities of war. Neither am I so crazy as to desire illness, but if I must suffer illness, I'll wish to do nothing rash or dishonorable. The point is not to wish for these adversities, but for the virtue that makes adversities bearable.”

Seneca, Moral Letters, 67.4

 

 

07
Jul19

Livre Arbítrio.

53B9EF5C-2D74-4E19-ADA3-246754B91634.jpeg

 

Livre arbítrio. A capacidade que, na essência, nos torna humanos. Temos vindo a abdicar dela porque, a curto prazo, as consequências parecem ser menos difíceis do que aquilo que é inerente à escolha: a responsabilidade. 

Escolher implica uma decisão consciente daquilo pelo qual se opta. Pode correr bem. Pode correr mal. Mas... E se?... Acaba por ser mais fácil assumirmo-nos vítimas das nossas circunstâncias, miseravelmente infelizes nas nossas vidas; culparmos o sistema por tudo aquilo que fazemos sem gostar e por tudo o que gostamos e não fazemos. 

Ainda assim, essa caminhada cega pelo caminho dos outros tem uma escolha nossa, ainda que não consciente: a de abdicarmos da liberdade.

Uns serão mais afortunados que outros. Uns terão mais oportunidades que outros, mais possibilidades de entre as quais escolher. Mas todos temos uma opção. 

Greg McKeown propõe reformular o discurso, passando de um “tenho que” para um “escolho porque”... e o motivo dependerá de cada um de nós, mas só ao identificá-lo é possível discutir alternativas.

Em última instância, a nossa maior responsabilidade é para connosco para que, estando bem, possamos trabalhar no sentido do bem comum. Numa sociedade de valores nem sempre coincidentes com os nossos, abdicar da capacidade de escolha é entregar aos outros a definição da nossa vida. 

 

Tim Ferriss Podcast - Greg McKeown on How to Master Essentialism

 

Tim Ferriss Podcast - Seth Godin on How to Say “No”, Market Like a Professional and Win at Life

 

The world’s worst boss - Seth Godin

That would be you.

Even if you’re not self-employed, your boss is you. You manage your career, your day, your responses. You manage how you sell your services and your education and the way you talk to yourself.

Odds are, you’re doing it poorly.

(...)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D